AO VIVO
Menu
Busca sábado, 31 de julho de 2021
Busca
Curitiba
13ºmax
min
Correios Celular - Mobile
Geral

Roubos de carga no Rio registram queda de 37% em relação a 2020

De novembro de 2020 a janeiro de 2021, a redução foi 32%, diz ISP

22 fevereiro 2021 - 22h00Por Gervásio Batista
Roubos de carga no Rio registram queda de 37% em relação a 2020

Os 363 registros de roubo de carga no estado do Rio de Janeiro representaram queda de 37% em janeiro em relação ao mesmo mês do ano anterior. Na comparação com dezembro de 2020, a queda ficou em 21%. Os dados foram divulgados hoje (22) pelo Instituto de Segurança Pública do Rio de Janeiro (ISP). No trimestre de novembro de 2020 a janeiro de 2021, a redução alcançou 32%, ficando em igual patamar do período dos anos anteriores.

De acordo com o ISP, o recuo nos números dos roubos de cargas se mantém desde 2018. Para o órgão, a curva descendente não tem relação com isolamento social. “É importante salientar que um estudo divulgado pelo ISP, em outubro, mostrou que a queda nos roubos de carga não tem correlação estatística com o isolamento social por conta do coronavírus. Para elaborar o relatório, os analistas do Instituto cruzaram dados dos usuários do Google com os registros de ocorrência da Secretaria de Estado de Polícia Civil”, informou.

Armas

Ainda no primeiro mês deste ano, ações das polícias civil e militar resultaram na retirada de circulação de cerca de 20 armas de fogo por dia no estado, o que representou 619 armas apreendidas. Entre elas, 53 fuzis, o que significa, segundo o ISP, “o segundo maior valor para o mês de janeiro desde 2007”.

Crimes violentos

Os dados de janeiro indicam também que os crimes violentos letais intencionais, que são homicídio doloso, roubo seguido de morte e lesão corporal seguida de morte, tiveram alta de 2% na comparação entre os meses de janeiro. O indicador homicídio doloso subiu 1% no mesmo período, mas as mortes por intervenção de agente do Estado tiveram queda de 4% no primeiro mês de 2021.

Conforme o ISP, 361 pessoas foram vítimas de homicídio doloso em janeiro. É o segundo menor valor para o mês desde 2013. Na comparação com janeiro do ano passado, o indicador registrou aumento de 1%. Nos crimes violentos letais intencionais foram 376 vítimas em janeiro, sendo também o segundo menor valor para o mês desde 2013. Na comparação com o ano passado, o indicador subiu 2%.

Os roubos seguidos de morte, que são latrocínios, causaram 13 vítimas em janeiro, o segundo menor valor para o mês desde 2016. Na comparação com janeiro do ano passado, o indicador apresentou cinco mortes a mais. As mortes por intervenção de agente do Estado foram 149 em janeiro de 2021, o que representou o menor valor para o mês desde 2018. Na comparação com janeiro do ano passado, o indicador apresentou queda de 4%.

Os roubos de veículo somaram 2.332 ocorrências em janeiro, o que na comparação com 2020, indica um recuo de 28%. Já o roubo de rua, praticado contra pessoas, roubo de aparelho celular e roubo em coletivo chegaram a 6.436 registros em janeiro. Na comparação com o mesmo mês do ano passado, o indicador apresentou queda de 33%.