AO VIVO
Menu
Busca segunda, 02 de agosto de 2021
Busca
Curitiba
17ºmax
min
Correios Celular - Mobile
NACIONAL

Polícia Federal prende hackers por ataque ao site do STF

Operação é deflagrada em três estados; criminosos podem ser condenados até cinco anos de prisão

08 junho 2021 - 14h52Por Lucas Oliveira

Após quase um mês de investigação, a Polícia Federal (PF) prendeu na manhã desta terça-feira (8) três pessoas acusadas de participarem de um ataque cibernético ao site do Supremo Tribunal Federal (STF) no início de maio. Batizada de “LEET”, a operação foi deflagrada em três estados após ordem do ministro Alexandre de Moraes. 

De acordo com a PF, durante a ação foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e três de prisão temporária. Os acusados foram detidos em Pernambuco, nas cidades de Belém do São Francisco, Jaboatão dos Guararapes e Olinda. 

Os agentes federais apreenderam também computadores em imóveis de suspeitos em Goiás e São Paulo, nos municípios de Itumbiara e Bragança Paulista. 

Créditos: Dorivan Marinho SCO/STFCréditos: Dorivan Marinho SCO/STF


A quadrilha de hackers é acusada de tentar invadir o site do STF, em 6 de maio. Na ocasião, a equipe técnica da Corte percebeu o ataque ao sistema e decidiu tirar a página eletrônica do ar, por 24 horas, como forma de precaução. Na época, o STF emitiu uma nota oficial afirmando que os criminosos não conseguiram acessar informações sigilosas ou sequestrarem o ambiente virtual. 

Segundo a PF, os três presos pela operação responderão pelos crimes de invasão a dispositivo de informática e associação criminosa. Caso condenados pela Justiça, o trio poderá cumprir até cinco anos de detenção.