AO VIVO
Menu
Busca quinta, 17 de junho de 2021
Busca
Curitiba
13ºmax
min
Correios Celular - Mobile
FISCALIZAÇÃO

Prefeitura de Curitiba combate aglomerações em meio à pandemia

Fiscais vistoriam estabelecimentos comerciais em 15 bairros; multas somam quase R$ 500 mil

08 junho 2021 - 20h10Por Lucas Oliveira

Tentando conter o aumento de casos de Covid-19 em Curitiba, a Prefeitura intensificou na última semana as fiscalizações contra aglomerações em estabelecimentos comerciais e festas clandestinas em 15 bairros. Com 221.355 moradores contaminados, a capital paranaense registra 5.611 mortes causadas pela doença.

Um levantamento divulgado pela Prefeitura nesta terça-feira (8) apontou que a Polícia Militar e as equipes municipais vistoriaram 134 estabelecimentos comerciais durante os seis primeiros dias de junho. As ações resultaram na interdição de 23 espaços e na aplicação de 77 multas, que somam R$ 495 mil.

Uma das principais operações ocorreu no bairro Cidade Industrial Curitiba, popularmente conhecido como CIC, na última quinta-feira (3). Na ocasião, os fiscais flagraram 29 pessoas participando de uma festa clandestina. Enquanto o organizador do evento foi multado em R$ 50 mil, cada participante foi penalizado em R$ 5 mil. Além de aglomeradas, diversas pessoas estavam sem máscaras de proteção.

Outra ação de destaque ocorreu no último domingo (6). Após interditar e multar duas distribuidoras de bebidas nos bairros Boa Vista e Cajuru, que descumpriram o protocolo sanitário, a Guarda Municipal dirigiu-se ao bairro Sítio Cercado. Ao chegar na Praça do Semeador, os agentes se depararam com uma aglomeração formada por cerca de trezentos jovens, que acabou dispersada na sequência.

Segundo o Executivo, as demais fiscalizações ocorreram em estabelecimentos comerciais distribuídos pelos bairros: Água Verde, Batel, Boqueirão, Centro, Fanny, Hauer, Parolin, Pilarzinho, Santa Cândida, Uberaba e Umbará.

Em nota oficial, a Prefeitura enfatizou que “Curitiba segue sob as regras da bandeira vermelha, de risco alto para a pandemia, e com isso as ações de fiscalização são contínuas. O objetivo da força-tarefa é assegurar o funcionamento econômico na cidade aliado à garantia da saúde pública”.